Publicidade
Publicidade - Super banner
Moda No Mundo
enhanced by Google
 

A camaleoa da moda (e da música, do cinema...)

Acompanhe o estilo ousado e nada discreto da cantora Cher, desde o início de sua carreira, nos anos 70, até hoje

Marie Fava |

Muito antes de Lady Gaga se tornar ícone da moda (exótica) da última década e até mesmo de Madonna ter sido considerada ousadinha demais pela frequência com que mudava de visual, nos anos 80, a cantora e atriz Cher, 64, já havia lançado moda, tornando-se a figura feminina de maior expressão do mundo pop ainda ao final da década de 60. De lá até hoje, discrição jamais fez parte do repertório fashion da estrela, considerada a criadora da calça tipo boca de sino da época hippie (anos 70), quando ainda fazia dupla com o ex-marido Sonny, no programa televisivo The Sonny & Cher Nitty Gritty Hour (1970-1974).

Minissaia, bodies (apenas eles, sem calça ou saia como parte de baixo), bustiês e outras peças de pouco pano nunca foram tabus para Cher. Para subir ao palco, a cantora não economiza nas plumas, brilhos, pedraria, roupas coladas, com recortes sensuais e ao mesmo tempo bizarros, nem nas plataformas de tirar o fôlego. Além do figurino extravagante, Cher também sempre surpreendia com o corte de cabelo. Na época hippie, cabelão longo e liso, no início dos anos 80, o corte que virou referência mundial, todo espetado, com pontas assimétricas e superchapado, e ainda cabeleira encaracolada, volumosa, sem frescura. Perucas fazem parte de seu dia-a-dia, como se fossem um pretinho básico ou uma camisa branca.

Mesmo após os 50 anos, a atriz e cantora não se sentiu intimidada com a idade e continuou arrasando em shows. Com o corpão em dia, usava os mesmos bodies transparentes, brilhos, penas e plumas de todos os tamanhos. Para os eventos, ela adotou visual vampiro, bem à moda Mortícia Addams, com a cabeleira alisada, saias longas, corpetes destroyes e make up pesado. Tailleurs de senhorinha, tricôs comportados e sapatilhas rasteirinhas jamais passaram perto de seu closet...

O fôlego de Cher se mantém intacto. Quarenta anos após o início da carreira, a cantora pop apresenta megashows em Las Vegas até fevereiro de 2011 e ainda está em negociação para o lançamento de um novo álbum, também no ano que vem. Para a superprodução na "cidade do pecado", foi providenciada uma troca de roupa e peruca para cada música. Quem assina o extenso figurino é o designer queridinho das celebridades do showbiss Bob Mackie, também conhecido por assinar coleção especial de roupas para a boneca Barbie. Além de Cher, Mackie já trabalhou para estrelas como Diana Ross, Whitney Houston e Tina Turner . À imprensa internacional, o estilista afirma que uma mulher que usa suas criações não tem medo de ser notada. Deu para perceber!

Abaixo, confira a evolução fashion da camaleoa da cultura pop, Cher, desde os anos 70 até hoje:

 

Leia tudo sobre: Chercultura pop

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG